MENTES QUE SENTEM

CRIAÇÃO: Companhia de Teatro de Sintra – Chão de Oliva
PRODUÇÃO: Chão de Oliva
ENCENAÇÃO: Susana C. Gaspar
DATAS: 7 de maio às 21h30
LOCAL: Pequeno Auditório do Centro Cultural Olga Cadaval
CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA:  M/14

BILHETES ONLINE: aqui

SINOPSE

Mentes que Sentem é uma criação da Companhia de Teatro de Sintra que resulta do projeto de arte participativa “SenteMente – práticas artísticas sobre o bem-estar e saúde mental em mulheres”, realizado no âmbito do programa PARTIS & Art for Change. O espetáculo reúne testemunhos e histórias das participantes do projeto, com o objetivo de reduzir o estigma sobre transtornos mentais, tais como a depressão. Em palco, este grupo de atrizes não profissionais partilha uma manta de histórias, emprestam as suas vozes umas às outras e narram as suas vivências, num percurso inevitável de resiliência.

SOBRE O PROJETO

SenteMente

O projeto SenteMente – práticas artísticas para o bem-estar e saúde mental em mulheres é um projeto promovido pelo Chão de Oliva, em parceria com a Fundação Aga Khan, Jangada d’Emoções, Câmara Municipal de Sintra, Santa Casa da Misericórdia de Sintra, entre outros parceiros, com o financiamento da Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação “la caixa”, ao abrigo do programa PARTIS & Art for Change.

Este projeto procura promover práticas artísticas dirigidas a mulheres com perturbações psicológicas, residentes em dois territórios em Sintra – Tapada das Mercês e Casal de São José.

As perturbações psicológicas, tais como ansiedade ou depressão, podem ser fatores de exclusão social por criarem no indivíduo o sentimento de incapacidade, abandono ou apatia. As práticas artísticas, e o teatro em particular, surgem como estratégia de reflexão e ação sobre estes temas no terreno e enquanto pesquisa ativa, que contribua para a inclusão social das mulheres participantes e para a sensibilização da comunidade alargada.

Com o objetivo de estabelecer a ligação entre o teatro, a comunidade, a igualdade de género e a saúde mental, integraram-se práticas pluridisciplinares no processo criativo (da composição plástica ao movimento, da escrita à improvisação teatral), reunindo material é agora apresentado publicamente. No decurso das sessões,  trabalharam-se sobre textos autobiográficos, factos do dia-a-dia e histórias da comunidade, numa perspetiva de valorização pessoal e coletiva.

SOBRE O GRUPO DE TEATRO

Companhia de Teatro de Sintra - Chão de Oliva

Companhia residente do Chão de Oliva – Centro de Difusão Cultural, a Companhia de Teatro de Sintra (CTS) foi a primeira estrutura profissional de teatro a ser criada em Sintra, em 1990, mantendo, desde então, uma atividade contínua de criação.

O crescente reconhecimento do trabalho desta Companhia reflete-se em convites para a participar em festivais e colaborar em coproduções com várias companhias e estruturas portuguesas e estrangeiras, como são o caso, entre outras, de A Comuna – Teatro de Pesquisa, Companhia de Teatro de Almada, Teatro Praga, JGM, Teatro da Garagem, Mala Voadora, Compª Cuarta Pared (Madrid), Teatro Matarille (Santiago de Compostela), Grupo Teatro Por Que Não? (Santa Maria, Brasil), Grupo Lareira Artes (Maputo, Moçambique), CACAU-Fundação Roçamundo (São Tomé e Principe), Fladu Fla (Cabo Verde).

FICHA ARTÍSTICA e TÉCNICA

Encenação: Susana C. Gaspar

Assistência de encenação: Paula Pedregal

Dramaturgia: criação coletiva

Apoio na criação musical: Inês Silva

Interpretação: Amarilis Silvestre, Catarina Borges, Durbis Mujica, Elisabete Baptista, Elisabete Borges, Emiliana Semedo, Isabel Felismino, Liliana Rosário, Lisandra Borges, Luísa Francisco, Marah Borges, Maria Helena Osório, Maria Quintela, Maria Teresa Cabral, Marília Conniott, Yeri Varela

Voz-off: Lúcia Campos e Nádia Alves

Figurinos: criação coletiva

Direção de Produção: Nuno Correia Pinto

Produção Executiva: Cláudia Faria

Secretária de Direção e Produção: Cristina Costa

Montagens: Luiz Quaresma

Desenho de Luz: Marco Lopes (Show Ventura)

Produção: Chão de Oliva

Financiamento: Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação “La Caixa”

Apoios: Direção-Geral das Artes e Câmara Municipal de Sintra

Parceiros: Fundação Aga Khan, Jangada d’Emoções, Câmara Municipal de Sintra – Divisão de Educação e Juventude, Junta de Freguesia de Algueirão Mem-Martins, Escola Superior de Educação de Lisboa e Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Barra Logos com Partis